APRESENTAÇÃO


O conjunto de trabalhos que o amigo leitor encontrará adiante foi produzido ao longo de alguns anos. Não posso aqui precisar quantos, talvez uns vinte. A grande maioria deles foi publicada no jornal A TRIBUNA SANJOANENSE, o semanário mais antigo de São João del-Rei, minha terra natal. Obviamente há uma cronologia de publicação associada aos acontecimentos que inspiraram as respectivas produções. Depois de muito pensar, se deveria mencionar datas, resolvi aboli-las, pois achei que correria o risco de tornar seu passeio um tanto dirigido e até cansativo. Posso imaginar alguém lendo algo retratando fato acontecido há anos! Talvez se sinta desmotivado. Então, no intuito de instigá-lo, apresento uma miscelânea de trabalhos recentes e antigos, a fim de lhe subtrair, de propósito, qualquer direcionamento e deixá-lo livre para pensar, buscando no tempo, por si, tal associação. Acredito ainda que dessa forma esteja incitando sua curiosidade à medida que avance páginas adentro. Sua leitura poderá inclusive ter início pelo fim ou pelo meio, que não haverá prejuízo algum para a percepção de que as coisas no Brasil nunca mudam. Ficará fácil constatar que a vontade política é trabalhada para a perpetuação da incompetência administrativa, obviamente frutífera para algumas minorias. Penso que, se me dispus a estas publicações, deva estar antes de tudo, suscetível a criticas e, portanto, nada melhor que deixá-lo, valendo-se unicamente das informações contidas no texto, localizar-se na história. Caso não lhe seja possível, temo que o trabalho perca qualidade perante seu julgamento pessoal. Por conseguinte, acredito que isso não acontecerá; a não ser que não tenha, a seu tempo, tomado conhecimento dos fatos aqui retratados. Procurei selecionar de tudo um pouco; certamente sempre críticas, porém algumas muito sérias carregadas de um claro amargor. Outras, mais suaves, pândegas e até envoltas num humor sarcástico. Noutras retrato problemas da minha São João del-Rei. Até cartas para congressistas em Brasília há. E em alguns pontos, para abusar da sua paciência, introduzi coisas muito particulares. Críticas à parte, nessas, apenas falo de mim, afinal, apesar de amigos, talvez nunca tenhamos trocado impressões sobre coisas tão pessoais. . .
Aqueles que me conhecem há tempos, sabem que sou um obstinado por política, apesar de jamais tê-la exercido diretamente. Motivos houve de sobra e numa oportunidade poderei explaná-los. Todavia, do fundo do coração, afirmo que tal paixão tem como motor um doloroso inconformismo por ver o Brasil tão esplêndido e tão vilipendiado; vítima inconteste dessa cultura avassaladora de demasiada tolerância à antiética imoral na administração pública. Comprovadamente este é o pior dos tsunames com potencial para ter retardado nosso progresso mais de três séculos e grande responsável pela perpetuação da pobreza de metade da nossa população, pelo analfabetismo total e funcional, pela violência social e pelo abismo intransponível que aliena gigantesco contingente, maior que um quinto da população do continente. Diante do inaceitável absurdo, impossível me conformar em silencio diante dos atos e fatos que vão vergonhosamente enxovalhando nossa história e nos deixando como um gigante deitado sobre o escravismo que a Lei Áurea não foi capaz de abolir. O título? Esse, talvez, seja o mais difícil explicar. Gritos sem ecos representam uma espécie de pedido de socorro do náufrago, que sabe que de nada adiantará espernear, pois não há interlocutores, não há socorro, não há saída, não há conscientização; mas, assim mesmo, grita-se.

Será um prazer receber sua visita e ler suas opiniões, elogios ou críticas.

Forte abraço!



domingo, 10 de fevereiro de 2013

CARTA ENDEREÇADA À AVAAS, UMA ONG INTERNACIONAL



Emiliano, bom dia!
            Estarei sempre disposto a colaborar com tudo no sentido de moralizar nosso pobre país, a fim de botar freio nas idiossincrasias travessas dos nossos governantes. Um país rico em potencialidades e pobre em homens sérios.

            Tenho andado muito preocupado com o rumo que o PT vem dando à política social no Brasil, claramente tendendo à socialização inspirada na filosofia Bolivariana do presidente venezuelano Hugo Chaves. Simon Bolívar esta sendo envolvido nisso de forma errada. Pegaram carona na luta dele pela libertação da Grã Colônia – grande região que envolvia Bolívia, Colômbia, Equador, Panamá, Peru, e Venezuela – do julgo espanhol, que na época era outro assunto, e estão dando uma de salvadores da pátria, mas no fundo o negócio é mesmo o comunismo de Cuba, inspirado no ódio dos Leninistas Soviéticos. Ainda se aquilo tivesse dado resultados positivos! Enfim esses caras são comunas fanáticos, pois todos já sabemos que comunismo não deu e não dará certo em lugar nenhum.

            O PT copiou essa estratégia de ganhar a confiança do povão com assistencialismo e populismo assim como fez Lênin, para se livrar do julgo dos Czares e Castro, a fim de se livrar do julgo do ditador Fulgêncio Batista. Mas assim que ganharam o poder, instalaram a sua camarilha e mandaram quem achou ruim e não era da panelinha para o paredão. O resto você já sabe no que deu. Guerra, mais pobreza e mais sofrimento. Não adianta; a saída para no mundo moderno é educar o povo de baixo para cima! Essa história de ficar agradando todo mundo com doação, com bolsa e com quota disso e daquilo é paliativo temporário e não tem sustentabilidade política nem econômica. Por trás disso há a grande intenção de implantarem o comunismo, primeiramente manipulando a opinião pública com migalhas e histórias da carochinha, depois calando a imprensa e por fim fingindo que não vêem mercenários como o Sarney e o Calheiros tomando conta de tudo. O negócio é mantê-los distraídos e de barriga cheia, pois assim não incomodam. O dia que ganharem o poder, esses também irão para o paredão. Quanto ao povo, coitado, esse continuará de rédea curta e na pobreza de sempre. A história é prova indiscutível.

            Observe que eles invariavelmente se colocam como santos e salvadores da pátria, o povo como coitado incapaz e deve ser protegido de forma paternal. A classe que produz e a imprensa que denuncia falcatruas são sempre as vilãs da história. Aqui no Brasil recentemente instalaram Comissão da Verdade para apurar crimes dos militares que lutaram contra a tentativa de inserção comunista liderada por eles mesmos; entretanto os assassinatos, seqüestros, assaltos a bancos,  insegurança e desordem social que promoveram à mão também armada, segundo falsa versão foi para salvaguardar a liberdade usando dos mesmos métodos ditatoriais e das mesmas bandeiras dos ditadores soviéticos. Tiraram a foice e o martelo da estrela vermelha para despistar. São miméticos até a alma.

            Lula não sai lá de Cuba fazendo o que, num país onde não há a democracia nem a igualdade que ele prega? Se não gosta dos americanos, por que não vai para a Coréia do Sul, para o Japão, para a Austrália? Países que deram certo porque investiram em educação, democracia e combate à corrupção? Lá sim, haverá o que aprender e possa interessar ao povo brasileiro e a sua vocação democrática! A infalível sabedoria popular ensina que “ao conhecer seus amigos será possível conhece-lo também”. Baseado nisso, não é difícil imaginar a causa da simpatia dos camaradas do PT pelos ditadores cubanos, há mais de cinqüenta anos interferindo na vida privada do povo como se Deuses e donos da verdade fossem.
            Não sou pessoa que fala sem conhecimento de causa. Sou um estudioso de política, tenho idade suficiente para ter vivido os tempos da guerra fria e conheço o mundo quase inteiro, tanto o lado capitalista, quando o socialista comunista. Garanto que nada me impressionou positivamente onde imperou a cortina de ferro. Estive na Rússia em 2011. Lá quem continua mandando é um ditador, o establishment, a KGB e simpatizantes. Fui a Cuba em 1996 e só fiquei nos lugares permitidos aos turistas, sempre vigiado pelos gorilas do regime. Eles não deixam nem fotografar. Conheço muitos cubanos em Miami, suas histórias felizes em terras americanas e de horror, saudades, sofrimento, desilusão, ansiedade, medo pela perda compulsória da sua cidadania original. Todos os países do leste europeu, onde mandaram os ditadores soviéticos, a história é a mesma: corrupção, injustiças, fuzilamentos sumários, polícia secreta invadindo casas, atraso tecnológico. A China é redundância comentar!

            Aqui na América Latina não dá mais para continuar usando a desculpa da colonização mal feita. A culpa é mesmo dos políticos safados e eternamente mal intencionados. Estamos numa das regiões mais ricas do globo e, se houvesse seriedade e compromisso verdadeiro com a democracia e o povo, estaríamos muito melhor. Talvez, nem tanto quanto a Europa ou a América do Norte, mas, com certeza, muito melhores.

            Não há coerência nas ações do PT. Imagine você! Se teem tanta capacidade administrativa, ganharam a confiança do povo e se dizem em condições de melhorar ainda mais, por que sua fixação com a falha e ditatorial filosofia Bolivariana e Castrista? Que continuem trabalhando, aperfeiçoando cada vez mais o processo desenvolvimentista, combatendo a corrupção, aceitando democrática e civilizadamente o trabalho da imprensa como ícone maior das nações livres, investindo em educação básica, no melhoramento da infra-estrutura do país, numa reforma tributária e fiscal substanciosa, num racionamento de gastos. Assim acertariam em cheio e o Brasil tomaria seu rumo de progresso econômico, tecnológico e social com democracia, sem importar idéias alienígenas e falsas.

            Não sei qual seu posicionamento político, mas se acordar com minha opinião, gostaria sugerir lançassem um movimento tipo desses que circulam pela internet, esclarecendo ao povo brasileiro sobre os riscos que estamos correndo. Por exemplo: NÃO QUEREMOS SOCIALISMO BOLIVARIANO, NEM COMUNISMO CUBANO. - O POVO NÃO APOIA O RELACIONAMENTO DE SEUS REPRESENTANTES COM GOVERNOS ANTIDEMOCRÁTICOS COMO CUBA, IRÃ E OUTROS; QUE NÃO RESPEITAM DIREITOS HUMANOS!...

            Acho que está na hora da sociedade e sua intelectualidade começarem a reagir, pois se deixarmos esses caras soltos como estão, quando acordarmos será tarde demais. Não dará tempo de reagir. Hoje, por exemplo, o PT reina sozinho. Não há oposição com capacidade para enfrentá-lo. O PMDB é folha ao vento, o PSDB do Aécio, Fernando Henrique e Serra, não apita nada no seio da massa. A tal Marina vai ficar naquele blá blá blá dela, mas no fundo é uma petista disfarçada. Se for presidente vai tomar a mesma direção do PT e seu populismo desvairado e sem medidas. Então meu amigo, a vaca esta mesmo indo para o brejo.

            Se os militares tomarem a frente, a historia já demonstrou que não é boa coisa e há o perigo de que vaidades e retaliações floresçam dando início a uma nova fase negra.  Então a iniciativa tem mesmo que partir do ceio da sociedade, de homens como nós, preocupados com os destinos do Brasil livre de verdade. Liberto da pobreza, da corrupção e das ditaduras de esquerda, de direita ou de centro; pois na verdade nenhuma presta.
            No aguardo!
Antonio Kleber dos Santos Cecílio.


.